segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Das simbologias


Bandeira: pedaço de tecido, geralmente rectangular, cuja cor ou combinação de cores ou de figuras serve de distintivo a país, região, entidade ou organização.
(Dicionário Priberam)
.

Comme une absence, Anouar Brahem



domingo, 18 de setembro de 2016

Pergunta infantil de adulto


 
Um mal-me-quer fotografado de trás
é um bem-me-quer?
 
 
.
These foolish Things, Charles Mingus
 
 
 

 

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

A vizinha



Donaminha, cá para mim estás a visitar demasiadas vezes a vizinha aqui do lado...
Eu sei que ela é bebé, sei que é engraçadinha, sei que tem os olhos azuis, mas eu sou velhote, lembras-te?
Ah gostas mais dos meus olhos verdes? Então já fico mais tranquilo! Vai lá então visitar a vizinha...mas só mais esta vez!

.
Ain't she sweet, Benny Carter



segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Festa n'aldeia



 
Como tantas outras, mas diferente de todas as outras.
 Porque nesta encontraram-se os vizinhos,
e com os vizinhos se festejou!
Acabou o verão, para o ano há mais!

.
These foolish things, Charles Mingus

domingo, 7 de agosto de 2016

Como uma ausência





Tempo de verão, tempo de descanso,
tempo de ausências!



Deixo-vos as rosas
 

Eu vou com as aves
 
.
(Obrigada, Eugénio de Andrade)
 
.
Comme une absence, Anouar Brahem

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

A trepadeira invulgar

 
 
Parece ser uma trepadeira vulgar, aquelas do tipo 
ninguém dá nada por ela.
Guarda contudo, no segredo dos seus genes,
duas pérolas de valor incalculável.
Sem pressas, começa por oferecer-nos o fulgor das suas surpreendentes flores.
E estas trazem já, bem escondida no seu cerne, a outra pérola:
os seus frutos de sabor único, incomparável!
As aparências podem iludir, mesmo no que respeita a trepadeiras
 - ou dizendo de outro modo,
um olhar descuidado pode sempre induzir-nos em erro!
.
In your own sweet way, Miles Davis



domingo, 24 de julho de 2016

Do mal o menos!

 
A Donaminha diz que eu, apesar de coxo,
 continuo elegante, gracioso, belo!
 A mão esquerda doi-me muito,
 mas agora que sei o que ela pensa de mim,
custa muito menos suportar a dor!
E nem me importo de coxear!
 
 
.
Sweet and lovely, Thelonious Monk/John Coltrane at Carnegie Hall